Sobreanos

Sobreanos pastam em grupo num rancho do Colorado.
sobreanos pastando


As melhores pastagens para cavalos em crescimento é uma mistura de leguminosas e capim.
É primavera, e o aguardado potrinho do ano passado agora é um desenvolvido sobreano. Já não depende de sua mãe para a maioria de suas necessidades nutricionais. Já se vale por si só.
"É um dos períodos de crescimento mais rápidos dos cavalos" fala Sarah Ralston, VMD, PhD, uma professora especializada em nutrição equina na Rutgers University.
"Êles não crescem tão rápido como quando foram desmamados ou potrinhos, porém continuam aumentando significativamente em pêso e em altura. Como tudo o que cresce rapidamente, sem que se administre nutrientes adequados, existe um grande perigo de que não se desenvolvam corretamente".
Para os 12 meses de idade, o cavalo Quarto de Milha, em média, terá atingido 90% de seu tamanho e 66% de seu pêso adulto. Sem dúvida, os sobreanos não são cavalos adultos e não devem ser alimentados como se o fôssem.

"A diferença entre um sobreano e um cavalo adulto é simples :- os sobreanos continuam crescendo" falou Pete Gibbs PhD especializado em cavalos da Texas A&M Extension."
Em comparação com cavalos adultos, êles necessitam de quantidade apropriadas de proteínas específicas e minerais".
O mais importante na dieta do sobreano é a matéria prima para a formação de seus ossos- proteínas, cálcio, fósforo e minerais (necessários em maior ou menor proporção porém imprescidíveis para o organismo).

Porém nem todos os sobreanos são iguais.Os jovens que se encontram em preparação ou em treinamento têm diferentes necessidades nutricionais em comparação com àqueles que estão pastando em liberdade. " Os cavalos de sobreano podem obter a maioria de suas necessidades nutricionais para um crescimento moderado nas forragens sempre e quando estiverem pastando diariamente por 15 horas ou mais em uma boa pastagem ou se oferece feno de boa qualidade" disse Gibbs. "Sem dúvida, os sobreanos com pouco condicionamento físico ou com pouco exercício necessitam de uma combinação de fibra e concentrado, independente do seu crescimento rápido ou moderado.

E se queremos ter um crescimento rápido com alta qualidade, é necessário que o alimento concentrado seja balanceado com todos esses fatores a serem considerados, é compreensível o porquê da confusão quando se procura estabelecer um programa adequado de alimentação para os sobreanos. Para auxiliar a resolver esta questão, Ralston e Gibbs dão seus conselhos.

Forragem
forragem2
A alimentação de sobreanos com feno disponível a toda hora funciona bem, e deve ser da mais alta qualidade e conter uma mistura meio a meio de leguminosa e capim. A forragem é a peça principal na dieta de um sobreano, que deve ser alimentado da melhor maneira possível.
"Coloque seu dinheiro no feno", disse Ralston."Se tem um feno de boa qualidade, significa que 14 a 16% de proteína com um bom balanço mineral, não será necessário suplementação" 

A melhor forragem são as leguminosas ou uma mistura de leguminosas e feno em partes iguais.
" Não há dúvida que as leguminosas, como a alfafa parecem dar aos jovens mais disposição uma pelagem melhor e isto é fácil explicar pela diferente composição entre os nutrientes comparados aos pastos de feno", disse Gibbs.
"Pesquisas realizadas aqui na Texas A&M University comnpararam a digestão de diferentes qualidades e tipos de feno, e em resumo o feno de alfafa de boa qualidade é mais digerível que o pasto de feno de média qualidade".
Um bom feno de alfafa tem, em média 12Mcal de energia digerível por libra de pêso, não obstante o feno de Timothy tem somente 0,6 Mcal de energia digerível por libra. 
Também o feno cortado em suas fases mais jovens é o melhor para se alimentar devido ao seu alto teor energético e proteíco, somando-se a baixa quantidade de lignina , que não é digerível. 
"Se o feno é adequado, pode-se obter um crescimento com um mínimo concentrado", conta Ralston.
"Porém o ponto fundamental, se um sobreano está sendo alimentado com feno, é que êle necessitará de uma maior concentração de proteína e cálcio em sua dieta, isto porque o pasto tem concentração menor de proteína e cálcio". Ralston e Gibbs enfatizam que o melhor é analisar o feno para se saber sua composição nutricional.
"Invista seu dinheiro em análises para que se conheça o que está se obtendo, especialmente antes de agregar suplimentos à dieta dos sobreanos"disse Ralston. Porém nem sempre é fácil alimentar com feno de alta qualidade de maneira constante.

"Se um haras se prepara para alimentar bem todos os seus cavalos jovens com feno de boa qualidade, durante todo o ano, funciona muito bem" disse Gibbs.
"Porém quando o haras tem que mudar o tipo de feno várias vezes ao ano, pode haver uma alteração drástica nos nutrientes que como reação, altera a taxa de crescimento dos sobreanos".
Uma opção para manter uma consistência nutricional, é alimentar com partes de feno ou alimento completo. "Sempre e quando for um fardo a base de alfafa , estará bem", disse Ralston."Fardos que tenham uma mistura de Thimoty/alfafa funcionam e podem ter o alimento disponível a toda hora ao animal, porém os fardos somente de alfafa devem ser administrados em porçoes controladas para evitar um aumento de pêso.

"Também ao fato dos cavalos poderem comer rapidamente, e passarão a ter longos períodos sem ter o que mastigar e assim adquirirem comportamento de " térmitas", comendo madeira que encontram em seu habitat, para compensar a falta do tempo de mastigação". A alimentação própria para sobreanos é primordial para um bom desenvolvimento.
Quando se adiciona o alimento concentrado, avalie a dieta integral do sobreano . Isto significa olhar à frente da percentagem proteíca na dieta.
Embora a proteína seja importante - pouca ou em demasia , pode ocasionar problemas de saúde - uma dieta deve conter todos os minerais e vitaminas essenciais a serem oferecidos aos sobreanos para um crescimento adequado.

"Não se oriente apenas pelo teor proteico", disse Ralston", o que precisa é alimentar com um concentrado formulado para o crescimento".
As necessidades médias de um sobreano são de 12 a 16% de proteína bruta e o proporcional teor de vitamina A, magnésio, potássio, lisina, selenium, cobre, zinco, cálcio e fósforo.
"Uma boa regra é 14 a 16% de proteína mais 0,8% de cálcio e entre 0,4 a 0,6% de fósforo porque é sempre melhor mais cálcio que fósforo" disse Ralston, várias fábricas têm desenvolvido alimentos concentrados objetivando os sobreanos. Cada uma delas recomenda quantidades adequadas de macro e micro minerais igual a taxa de gordura e vitaminas solúveis em água.
"Êstes alimentos bem balanceados estão programados para satisfazer as necessidades nutricionais com a finalidade de obter um desenvolvimento saudável para os animais nessa fase de crescimento" disse Gibbs. "Vale a pena considerar os alimentos balanceados já que isso significa que alguém se preocupou em formular o alimento para garantir que contenha os nutrientes necessários relativos às calorias dêsse alimento".

Alguns concentrados também são formulados levando em conta forragens específicas.
Se temos um sobreano a pasto de capim, devemos administrar uma fórmula que tenha mais proteína e cálcio, pois o pasto de capim tem muito pouco dêsse componentes. Porém se tivermos um sobreano alimentando-se com feno de alfafa, podemos suplementar com uma fórmula que não tenha tanta proteína e cálcio" disse Ralston, "Várias fábricas estão visando formular rações para complementar o feno que se alimenta e eu acredito que seja uma maneira saudável. Porém temos que lembrar que se estamos dando alfafa para um sobreano que está recebendo concentrado para pasto de feno, estamos desbalanceando a nutrição"

Muitos proprietários preferem alimentar seus sobreanos somente com aveia.Sem dúvida, enfoca Gibbs, que esta não é uma dieta balanceada.
"A aveia é deficiente em lisina e quando se fornece com feno de alfafa, os sobreanos, como regra têm uma falta de 5 a 10% em aminoácidos essenciais para o desenvolvimento", disse êle .
Num estudo realizado na Texas A&M, um lote de sobreanos foi alimentado com aveia e feno de alfafa, em comparação com outro grupo que se forneceu concentrado balanceado com a mesma quantidade de feno de alfafa.

"Em ambos os grupos comendo a mesma quantidade de calorias diariamente, os sobreanos alimentados com aveia obtiveram o dobro de gordura em comparação com àquêles alimentados com a dieta balanceada que tiveram mais altura e melhor formação óssea", disse Gibbs. " A razão é muito simples - a falta de nutrientes necessários para promover o crescimento, êles depositaram gordura e aumentaram de pêso. Assim quando se exige um exercício forçado, alguns desses sobreanos estarão formando seu esqueleto em um sistema que não está recebendo todos os componentes necessários para um bom desenvolvimento esquelético".

Para cavalos em crescimento existem produtos disponíveis para balancear uma dieta a base de aveia.Sem dúvida, Gibbs e Ralston aconselham aos criadores serem cuidadosos quando adicionar suplementos.
"Poderemos correr sérios riscos de obter excesso ou intoxicação se não conhecermos o que está acontecendo com a dieta dos cavalos naquele momento", disse Ralston.
Antes de se adicionar um suplemento, verifique se atende as necessidades do sobreano. "O mundo do cavalo está cheio de suplementos que afirmam atingir tudo o que imaginamos", disse Gibbs. Entretanto alguns dos suplementos podem na realidade ser benéficos, mas muitos nunca foram analisados sob sua eficácia. Não se sabe de qualquer maneira,se isto faz alguma diferença ".
Problemas de Saúde

Mesmo que as enfermidades ortopédicas do desenvolvimento (EOD) em animais jovens se originem devido a múltiplas causas como hereditárias ou exercícios, a dieta e desequilíbrios nutricionais podem desenvolver papeis importantes. As complicações inerentes a EOD, podem ser epifisites, as osteocondrites, e as arterites juvenis, entre outras desordens.
Na década de 70, acreditava-se que o uso excessivo de proteína era a causa, porém esta teoria foi descartada.

"Ao diminuir a quantidade de protéína não melhorará o crescimento ósseo e , na realidade pode ser maléfica", conta Ralston. "Por outro lado , o sobrealimentar com energia - mais de 100% das recomendações da National Research Council - podem causar problemas, em especial se a quantidade de minerais administrada não for aumentada ao mesmo tempo".
Ralston tem a teoria de que o fornecer carbohidratos especialmente quando se mistura com minerais desequilibrados e excesso de energia, é o fator excencial para desencadear EOD.
Êstes fatôres podem causar mineralizações dos ossos anormais e incorretas, que se traduzem em extremidades com propensão a defeitos do desenvolvimento", disse ela.
A dieta deve ser balanceada para atingir uma correta saúde músculoesquelética.

"Uma má nutrição inclui tanto a subalimentação como a superalimentação de nutrientes", disse Ralston. "O Subalimentar atrofiará o cavalo em crescimento e aumenatará o risco de enfermidades. O Sobrealimentar, especialmente com calorias e suplementos, tem o potencial de causar mal permanente na extremidade e ter repercuções metabólicas".
Ralston pensa que o sobrealimentar com grãos ricos em carbohidratos, como o alimento rico em açucar pode levar a um cavalo jovem ao atingir a fase adulta com síndrome metabólica equina, ou insulinoresistência.

"Aquelas farinhas e açúcares se digerem rapidamente no intestino delgado, causando um aumento da glicose no sangue, o que gera um aumento na produção de insulina", disse ela.
"Quando êles estão acostumados com uma ração que tem grande quantidade de farinha e açúcar, por alguma razão suas células se tornam menos sensíveis a ação da insulina, necessitando de mais insulina para liberar a mesma quantidade de glicose".

A presença de altos níveis de insulina interfere com os hormônios do crescimento, "É melhor evitar-se tanto os altos como os baixos niveis de glicose/insulina", disse Ralston. "Porisso trate de não alimentar com alimento doce que tenha grande quantidade de melaço".

Fornecimento Alimentar
raçãoUma das melhores práticas no fornecimento de alimento aos sobreanos é aumentar o fornecimento de nutrientes entre as rações.
"Pesquisas aqui na Texas A&M há dez anos atrás, descobriram a útil informação sobre a maximização na absorção dos nutrientes", disse Gibbs. "Existe um limite, por exemplo, para a absorção de proteínas, e a melhor maneira de maximizar essa absorção, é alimentar com menor volume de ração em mais vêzes que muita comida poucas vêzes".
A maioria dos sobreanos recebem grandes quantidades de alimento concentrado duas vêzes ao dia.Gibbs, sem dúvida recomenda aumentar essa mesma quantidade de comida em três ou quatro vêzes.
"Não se trata de mais alimento, mas sim de mais vêzes da mesma comida", disse êle. Depois é importante manter o intervalo entre as refeições o mais regular possível.
"Tem sentido que intervalos de tempo iguais entre as refeições proporcionarão um todo", disse Gibbs. " Se eu estava alimentando os sobreanos 3 vêzes ao dia, procuraria fazer intervalo de 8 horas entre as refeições. Porém nem todos os sobreanos são iguais.
Alguns jovens vivem a vida despreocupada de cavalo em liberdade nos pastos até a idade de 2 ou 3 anos, ao invés de que outros estão estabulados para serem preparados para uma prova ou leilão. E também aqueles animais maduros que entram em treinamento para as carreiras. É por isso que o programa de alimentação de um animal deve ser adaptado para as necessidade de cada um.

Manutenção
faorragemDurante a primavera e o verão, uma mistura boa de pastagem e leguminosas e feno, pode ser tudo que um sobreano necessita para um crescimento regular. Entretanto a forragem deve ser analisada para assegurar-se que está satisfazendo todas as suas necessidades nutricionais.
O aumento de pêso médio diário de um sobreano é de l a l,25 libras (450 a 550 gramas) até os 18 meses de idade.
"Quem os quer fracos como um palito ?", disse Ralston.
Queremos uma figura esbelta, delgada onde não se possa ver suas costelas mas apenas sentí-las. Isso é o ideal".
No caso de um sobreano que obtém a maioria de suas necessidade de um pasto, o proprietário deve assegurar-se de que há suficiente pasto para manter uma dieta apropriada.
Um sobreano necessita de 25 a 35 kg de matéria sêca para cada 45 kg de pêso vivo, o que equivale em uma pastagem de qualidade que cresce ativamente a uma taxa de 18 animais por alqueire.
"Existem vários estudos da Texas A&M que demonstram que os sobreanos podem crescer a uma taxas moderada somente com pastagem assistida", disse Gibbs
"Um sobreano pastando por cêrca de 15 horas por dia ganhará aproximadamente meio quilo se tiver acesso a uma pastagem de boa qualidade. Os criadores que não tiverem pressa no desenvolvimento do sobreano podem utilizar uma variedade de bermuda consorciada com pastagens de inverno, para assim dispor de boa pastagem o ano todo".
Sem dúvida, durante o calor do verão ou uma sêca, a pastagem pode alterar e perder seu valor nutricional. Uma pastagem pobre pode alterar a taxa de crescimento de um sobreano. Aí é quando sua dieta deve ser suplementada com feno de qualidade e concentrados.
Um sobreano solto em pastagem de qualidade por aproximadamente 15 horas por dia ganhará aproximadamente 500 gramas por dia.


Crescimento rápido
sobreanos4
Quando se trata de um sobreano que está sendo preparado fisicamente para uma prova ou um leilão, o tamanho é importante.
"Pesquisas mostram que os sobreanos de melhor venda são os grandes", disse Gibbs."
Também, o crescimento e desenvolvimento rápidos são muito importantes para os supostos ganhadores em conformação e sobreanos em treinamento para corrida. Por êsse motivo, muitos proprietários de cavalos se dão conta que o potencial do mercado ou desempenho dos cavalos jovens está relacionado diretamente com o desenvolvimento precoce.
A taxa de crescimento de cavalos jovens pode ser manipulada com nutrição, porém o programa alimentar deve ser sofisticado.
"Para crescimento rápido, os sobreanos necessitam uma proporção adequada de concentrado e feno, e o programa de alimentação necessita ser cuidadosamente preparado para atender as necessidades dos nutrientes adicionais que os sobreanos requerem quando crescem rápido ou trabalham forte", disse Gibbs.
Muitos proprietários querendo estimular o crescimento rápido adicionam aos concentrados óleos ou aveia.Sem duvida não são necessáriamente saudáveis nutricionalmente, podem até tornar um cavalo gordo ao invés de produzir uma boa estrutura muscular e ossos fortes.
"A adição de óleos ou suplementos gordurosos para animais sobreanos, em média a taxa de duas vêzes ao dia, somará grande quantidade de calorias porém não adicionará para a formação dos ossos". Disse Ralston.
"Existe uma evidência crescente e se pensa obter aos sobreanos gordos não é o melhor para eles. É colocar uma sobre carga e uma tensão maior àquelas extremidades em crescimento. Pode criar uma disposição a tolerância a insulina e pode levar a problemas de desenvolvimento causados por excesso de pêso nas extremidades jovens". O pior que se pode fazer a um sobreano é não permitir que se exercite.

"O excesso de exercício pode causar problemas, mas a falta destes pode afetar seriamente o desenvolvimento do sobreano", disse Ralston. " Se deixamos um sobreano prêso e solta-lo uma vez ao dia por 15 minutos, não terá o desenvolvimento que tería se soltasse para correr em liberdade".

Em treinamento
sobreano treinandoO exercício não é mal, porém para um animal sob exercício intenso ou treinamento as necessidades nutricionais são maiores.
"O exercício é um sinal para os ossos moldarem-se, e somente podem tornar-se mais fortes se têm os nutrientes suficientes para formar o tecido ósseo", disse Gibbs.
Em apartação e rédeas, onde o tamanho não é importante, a estrutura óssea é. 
Muitos desses animais jovens entram tardiamente em rigorosos programas de treinamento quando o comprometimento da integridade da estrutura óssea é uma verdadeira preocupação.
Um estudo realizado na Texas A & M com sobreanos formados mostrou que 35% de adição nas necessiadades de cálcio e fósforo, e a necessidade de magnésio foi quase o dôbro da inicialmente estimada.
"Porém a melhor maneira de satisfazer as necessidades minerais é fornecendo alimento com formulação para cavalos, em vez administrar os minerais individualmente como adição ao alimento", disse Gibbs.

Ralston está de acordo.
"Os maiores êrros que temos visto é quando os potros são colocados em treinamento para corridas, e de imediato são alimentados com formulação para cavalos de corrida, que não está programada para cavalos jovens em crescimento, disse ela. "Êles necessitam manter alta absorção de cálcio, fósforoe minerais".



O passo seguinte
sobreanos-pastandoCriar um cavalo jovem saudável e competitivo para a criação de hoje requer um cuidadoso programa de alimentação.
A medida que o sobreano atinge os 2 anos de idade, já terá perdido a característica de jovens e aparentará fisicamente um cavalo adulto. Terá atingido a maior parte de seu crescimento em altura e comprimento, continuará adquirindo sua cobertura muscular. Suas necessidades nutricionais começarão a nivelar-se com aquelas de um animal adulto.

E se uma dieta adequada e exercícios tenham sido administrados, com um pouco de sorte, êle cumprirá seu destino de tornar-se um campeão para o qual foi criado.

REVISTA THE AMERICAN QUARTER HORSE RACING JOURNAL - July 2007
Por - Tonya Ratliff-Garrison
Traduzida por - Aldo Ferrari